CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO ATÉ O TUCUPI 2016!

A 11ª edição do Festival Até o Tucupi de Artes Integradas 2016 já apresenta atividades nos dias 17 e 18 de setembro, mas tem abertura oficial no dia 20 no Largo de São Sebastião, pautando a diversidade cultural da cidade de Manaus sob o tema ‘Direito a Cidade/Até o Tucupi de Democracia’, e encerra com Mostra de Música e outras linguagens artísticas ocupando o Parque Rio Negro (orla do bairro de São Raimundo) nos dias 24 e 25 de setembro. O Até o Tucupi 2016 acontece na cidade de Manaus/AM desde 2007, oferecendo ao público uma programação artística e de formação totalmente gratuita.

O Até o Tucupi é realizado pelo Coletivo Difusão, organização cultural coletiva de Manaus, que visa produzir para fomentar cultura e que desde 2006 atua promovendo a integração entre as manifestações artísticas independentes nos eventos e projetos que assina; desenvolve troca de informações entre os cenários culturais para escoamento e intercâmbio das produções independentes; incentiva as experimentações artísticas, viabiliza e organiza oficinas, seminários, workshops, eventos culturais e grupos de estudos relacionados à produção artística com intuito de mapear e incentivar não somente a produção, mas a pesquisa e a capacitação dos atores envolvidos, tendo como público-alvo prioritário a juventude, estimulando o seu protagonismo na sociedade. E tem o apoio do Governo do Estado do Amazonas, através da Secretaria de Estado da Cultura do Amazonas – SEC-AM.

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

 

13/09 (terça-feira)

 

_18h as 20h – Oficina de elaboração de figurino

Facilitador: Cia. Vitória Régia

Local: Sintel

 

15/09 (quinta-feira)

 

_18h as 20h – Oficina de elaboração de figurino

Facilitador: Cia. Vitória Régia

Local: Sintel

 

16/09 (sexta-feira)

 

_ 14h às 17h – capacitação do projeto Viver Melhor Sabendo Jovem

Facilitador: Ephraim Lisboa

Local: Coletivo Difusão

 

17 e 18/09 (sábado e domingo)

 

_ 18h às 21h – Oficina de graffiti para mulheres

Facilitadora: Rosie Magrela e Tassiana Magra

Local: Coletivo Difusão

 

20/09 (terça-feira)

 

_18h – Abertura do Até o Tucupi 2016: Mover Cultura – Manifesto da Diversidade Cultural.

Atrações: Maracatu Eco da Sapopema, Meninos do Carriçu, declamação poética Francis Júnior, Cia Vitória Régia, Levante Popular da Juventude, outros.

Local: Largo de São Sebastião.

 

21/09 (quarta-feira)

 

_ 10h – Oficina ‘Música: como funciona o fluxo criativo’

Facilitadora: Anne Jezini.

Convidados: Elisa Maia e Ian Fonseca (Supercolisor).

Local: Escola Municipal Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo (Rua Walter Rayol, Matinha, Presidente Vargas).

 

_ 16h – Oficina ‘Música: como funciona o fluxo criativo’

Facilitadora: Anne Jezini.

Convidados: Elisa Maia e Ian Fonseca (Supercolisor).

Local: Escola Municipal Sérgio Alfredo Pessoa Figueiredo (Rua Walter Rayol, Matinha, Presidente Vargas).

 

22/09 (quinta-feira)

 

_ 10h – Oficina ‘Música: como funciona o fluxo criativo’

Facilitadora: Anne Jezini.

Convidados: Elisa Maia e Ian Fonseca (Supercolisor).

Local: Escola Municipal Desembargador Felismino Francisco Soares (Avenida Ayrao, 482, Presidente Vargas).

 

_ 16h – Oficina ‘Música: como funciona o fluxo criativo’

Facilitadora: Anne Jezini.

Convidados: Elisa Maia e Ian Fonseca (Supercolisor).

Local: Escola Municipal Desembargador Felismino Francisco Soares (Avenida Ayrao, 482, Presidente Vargas).

 

_ 20h – Roda de conversa ‘Mulheres na música’.

Mediação: Elisa Maia.

Local: Coletivo Difusão.

 

23/09 (sexta-feira)

 

*atividade em construção.

 

24/09 (sábado)

Local: Parque Rio Negro

 

_ 16h – Cortejo do Maracatu Eco da Sapopema.

 

_ Shows da Mostra de Música no palco:

16:40h – Qua$imorto

17:30h – Xandoré

18:20h – Lucas Estrela (PA)

19:10h – Supercolisor

20:00h – Márcia Novo

 

_ 17h – Roda de conversa ‘Desafios da juventude’

Local no Parque: Mirante 2.

 

_ 17h – Clownboquinho em “O FUNERAL”.

Local no Parque: pracinha final.

 

_ 19h – Cineclube ‘Tudo muda após o play’.

 

>> todas as atividades no Parque Rio Negro encerram às 21:30h.

 

25/09 (domingo)

Local: Parque Rio Negro

 

_ 16h – Maracatu Baque Mulher Manaus.

 

_ Shows da Mostra de Música no palco:

16:40h – Vibe Positiva

17:30h – Superbad

18:20h – Homenagem ‘Mina no MIC / Djuena Tikuna e Grupo Kariçu

19:10h – Holodomor

20:00h – Silent

 

_ 17h – Encontro de realizadores de festivais culturais de Manaus.

Local no Parque: Mirante 2.

 

_ 17h – Grupo de capoeira.

Local no Parque: Mirante 1.

 

_ 18h – Curuminzado

Local no Parque: pracinha final.

 

_ 19h – Cineclube ‘Tudo muda após o play’.

 

>> todas as atividades no Parque Rio Negro encerram às 21:30h.

 

_________________________________________________

 

TODAS AS ATIVIDADES DO ATÉ O TUCUPI 2016 SÃO GRATUITAS!

 

Para mais informações: (92) 98261-9162 e 3186-9818

MOSTRA DE MÚSICA

Para compor o palco da Mostra de Música do Até o Tucupi 2016, que encerra a pogramação do festival nos dias 24 e 25 de setembro, com seis horas de música dos mais variados estilos nos dois dias o festival abriu inscrições online durante todo o mês de julho deste ano. A ideia era selecionar apenas trabalhos que nunca se apresentaram no Até o Tucupi. Foram mais de 70 inscrições, a maioria da própria cidade de Manaus. Mas também se inscreveram artistas de outras cidades da região norte, do sudeste, do sul e do nordeste. A curadoria ficou a cargo do músico e produtor musical amazonense Bruno Prestes. 

Os trabalhos vão do reggae ao thrash metal, do hard core ao rap, do indie rock às novas tendências da música brasileira, como a guitarra tecnomelody do Pará e o beiradão do Amazonas. Foram selecionados 06 trabalhos da cidade de Manaus e 01 da cidade de Belém/PA. São eles:

Holodomor 

(https://holodomorcrust.bandcamp.com/releases)

Holodomor

Lucas Estrela (PA)

(https://soundcloud.com/lucasestrela)

Lucas Estrela2

 

Qua$imorto

(https://soundcloud.com/quasimorto)

Qua$imorto

 

Silent

(https://silenthc.bandcamp.com/)

Silent_Foto_Promocional01

 

Superbad

(http://superbadhardcore.bandcamp.com/)

Superbad3

 

Vibe Positiva

(https://soundcloud.com/bandavibepositiva)

Vibe Positiva

Xandoré

(https://soundcloud.com/user-82825977)

Xandoré

 

Artistas convidados também compõem a Mostra de Música da edição desse ano. A banda Supercolisor, se apresenta pela primeira vez em Manaus após temporada de quase um ano na cidade de São Paulo/SP e com nova formação, apresenta show inédito no Até o Tucupi. Ouça/baixe o último disco da banda, Zen total do ocidente no site deles: http://supercolisor.com/

supercolisor2

 

A cantora Márcia Novo também é convidada e se apresenta pela primeira vez no festival, com show baseado em seu último disco, ‘O novo som do beiradão’, que pode ser conferido no Sotify: https://open.spotify.com/album/6TkB3Y4CmATMP0ApVoaxXo).

Márcia Novo2

 

Também pautando as mulheres, um coletivo de MCs, prestam homenagem à MC Branquela, com o show ‘Mina no MIC’, em apresentação que promete interação com outras linguagens do hip hop, como o grafitti e o breack dance.

A Mostra de Música encerra a programação nos dias 24 e 25 de setembro e o evento acontece no Parque Rio Negro, orla do bairro de São Raimundo e ao longo do parque ainda acontecem rodas de debates, exibição de filmes para crianças, além de intervenções artísticas variadas. A programação nos dias dias inicia às 16h e vão até às 22h. O acesso é gratuito.

Parque Rio Negro16

O Festival Até o Tucupi de Artes Integradas faz parte da Rede Brasil de Festivais Independentes – uma plataforma inteligente de divulgação da música nacional, com mais de 100 festivais espalhados pelo Brasil -, e é um dos sete festivais que integram o Circuito Amazônico de Festivais Independentes, duas iniciativas que estabelecem uma nova proposta para esses eventos, proporcionando ao público amazonense o que de novo vem acontecendo no cenário musical brasileiro.

 

 

Ilustra #AtéOTucupiDeCultura

 

Em 2016 repetimos o tema – Até o Tucupi de Cultura -, por entendermos que esse ano a CULTURA catalisou um grande debate (muitas vezes razo e preconceituoso), que colocou em cheque sua importância e transversalidade, bem como a importância dos trabalhadores do sistema econômico que ela faz girar, em relação à vida cotidiana em sociedade.

ATÉ O TUCUPI 2

Atualizada pela hashtag, o #AtéOTucupiDeCultura o festival pretende provocar debates que gerem o desejo coletivo de transformar a cidade, com foco na qualidade de vida, tendo a transversalidade da CULTURA e a capacidade criativa, inventiva de seus trabalhadores e militantes como centro articulador disso tudo, promovendo programação artística e de formação, capacitando novos agentes culturais, gerando intercâmbio entre artistas, produtores e mobilizadores e fomentando as artes e manifestações culturais, atendendo prioritariamente o público jovem.

 

E pensando nesse tema, o artista visual Turenko Beça foi convidado para produzir ilustração que será a base da identidade visual do festival desse ano. Não é a primeira vez que ele se encarrega dessa missão, já que em 2011 também produziu a ‘cara’ do Festival Até o Tucupi. O artista disse que ‘as sensações provocadas no espírito quando bebe tucupi e a ampliação dos sentidos’ foram os fios inspiradores da obra.

 

FESTIVAL DE 2016 JÁ TEM DATA E ABRE INSCRIÇÕES PARA ARTISTAS SOLO E BANDAS

Festival Até o Tucupi de Artes Integradas 2016 abre inscrições para artistas solo e bandas com músicas própria. (Na foto, a cantora amazonense Kely Guimarães, no Até o Tucupi 2015).
Festival Até o Tucupi de Artes Integradas 2016 abre inscrições para artistas solo e bandas com músicas próprias. (Na foto, a cantora amazonense Kely Guimarães, no Até o Tucupi 2015).

 

O Festival Até o Tucupi de Artes Integradas 2016 chega a sua 11ª edição promovendo programação artística e de formação, capacitando novos agentes culturais, gerando intercâmbio entre artistas, produtores e mobilizadores e fomentando as artes e manifestações culturais, tendo a juventude como principal público. E sob o tema #AtéOTucupiDeCultura, o festival provoca debates que gerem o desejo coletivo de transformar a cidade, com foco na qualidade de vida, tendo a transversalidade da CULTURA como centro articulador.

 

O Até o Tucupi 2016 acontece entre os dias 20 e 25 de setembro na cidade de Manaus/AM, oferecendo ao público uma programação artística e de formação totalmente gratuita.

 

Finalizando a programação do festival, acontece a já tradicional Mostra de Música, reunindo nos dias 24 e 25 de setembro, o melhor da nova música produzida na cidade de Manaus, num intercâmbio também com artistas solo e bandas de outros Estados brasileiros.

 

Mostra de Música

O Até o Tucupi sempre se propôs a ser ponto de encontro da mais nova e promissora música autoral produzida no Amazonas e no Brasil. O formato da mostra, com palco na rua e um line up de bandas locais, selecionados por curadores ligados à produção musical/cultural do país, além de bandas convidadas, já reuniu bandas como Autoramas (RJ), BNegão & Os Seletores de Frequência (RJ), Gang do Eletro (PA), Cabruêra (PB), Macaco Bong (MT), Zeferina Bomba (PB), Finlândia (BRA/ARG), Camarones Orquestra Guitarrística (RN), Strobo (PA), dentre outras.

 

A Mostra de Música terá massissa participação de artistas locais, sejam convidadas ou selecionadas, através de inscrição online (ateotucupi.org). Serão selecionados artistas solo/bandas que nunca se apresentaram no festival e que tenham músicas autorais. Os shows acontecem nos dias 24 e 25 de setembro, encerrando o festival e também serão gratuitos, em local ainda a ser divulgado.

 

O Festival Até o Tucupi de Artes Integradas faz parte da Rede Brasil de Festivais Independentes – uma plataforma inteligente de divulgação da música nacional, com mais de 100 festivais espalhados pelo Brasil -, e é um dos sete festivais que integram o Circuito Amazônico de Festivais Independentes, duas iniciativas que estabelecem uma nova proposta para esses eventos, proporcionando ao público amazonense o que de novo vem acontecendo no cenário musical brasileiro.

 

INSCREVA-SE AQUI:  http://bit.ly/InscriçõesAtéOTucupi

Conheça os projetos/ideias/iniciativas selecionados para o Até o Tucupi 2015

UNCAMONN
Ação Social do projeto UNCOMMON / Foto: Divulgação

O Até o Tucupi chega a sua 10ª edição, fiel a sua essência fortalecedora e pulverizadora das artes integradas, este ano com a temática “ Respeite as Maninhas” , visando homenagear às Mulheres que compõem o cenário musical do Amazonas, além de, propor o estabelecimento de modernas conexões e possibilidades para construir  novas redes colaborativas de trabalhos.

11831676_1662774237342329_2998387092371548115_n
Ação Social do projeto UNCOMMON / Foto: Divulgação

Incorporados à programação, dois projetos/ideias inscritas, projeto de interferência urbana do artista visual e produtor Francisco Ricardo; Uncommon,  grupo que se organiza de maneira voluntária para interferências de melhoramento urbano e sensibilização; e o projeto da Cia Expressão & Vida, ‘A praça em cena’, que reunirá grupos de danças urbana da cidade para apresentações e aulão no Anfiteatro do Parque dos Bilhares.

11935060_979592175426938_213151609994568745_n
Projeto “A Praça Em Cena” / Foto: Divulgação

Na zona norte e zona leste, os produtores também pautarão o Até o Tucupi e apresentando o encontro ‘Redes de Periferia – Alternativas na construções de politicas públicas’, Centro de Convivência do Mutirão e o HIP HOP ROOTS – projeto de ocupação urbana que propõe a difusão do rap e reggae -, na faixa liberada da Av. Itaúba. Ambos geridos pelo Projeto Casa Cultural e pelo Coletivo Feminino Mariam, respectivamente. A abertura será na próxima Quarta-feira,09 de Set, a partir das 20h no Teatro Amazonas, com acesso gratuito. Não percam!

bandasa selecionadas

Conheça as bandas selecionadas que participarão do Festival Até o Tucupi 2015

bandasa selecionadas

O Festival Até o Tucupi chega em sua 10ª edição no ano de 2015, apresentando o tema RESPEITE AS MANINHAS! Em sua programação artística e de formação o festival procura fortalecer a representatividade e valorizar a mulher no cenário cultural amazonense e do Brasil, destacando a importância do debate da problemática do cotidiano feminino.

A Mostra de Música do Até o Tucupi – já tradicional lugar da na música produzida no Amazonas e que se conecta também com a música produzida no Brasil todo -, também destaca, seja em bandas ou trabalhos solo, o protagonismo da mulher à frente dos trabalhos musicais selecionados para esta edição. Dos 08 trabalhos selecionados, 05 tem mulheres à frente (Anne Jezini, Anônimos Alhures, Dona Celeste, Kely Guimarães e Relatos de Rua). Algumas delas apresentam seus trabalhos no dia 19 de setembro na Arena do Palacete Provincial, prédio histórico do centro da cidade de Manaus. E no dia 20, encerram a programação do Até o Tucupi, com uma Mostra exclusiva dedicada à trabalhos com mulheres à frente.

A baixista e produtora cultural Ana Morena, foi a curadora dos trabalhos inscritos via Toque no Brasil, pra a Mostra de Música desse ano. À frente do Combo Cultural DoSol que conta com Estúdio, Produtora de Vídeo, Centro Cultural, Selo e um dos principais Festivais de música do Nordeste, desenvolve há 14 anos um trabalho contínuo de fortalecimento da música independente brasileira. Como baixista do Camarones Orquestra Guitarrística, banda de rock instrumental com 8 anos de estrada, já circulou por todo o Brasil, Europa e Sulamérica. Ana, contou sobre a experiência: “Fiquei muito feliz pelo convite. Primeiro pela quase devoção que tenho pelo Norte do país despertada pelas várias tours que fizemos praí com o Camarones. Depois é verificar que ano após ano o festival vem se fortalecendo, atendendo demandas locais e buscando sempre um diálogo entre o fazer artístico e as pautas socais. Esse ano, com o foco em expressões artísticas que contam com mulheres à frente, foi uma honra participar disso. Sigo na fé que em breve não precisaremos mais ter que enfocar em questões de gênero, sexo, cor, classe sociais, etc. Um dia seremos apenas cidadãos e acredito que projetos como o Até o Tucupi contribuem muito nessa caminhada. Que venham mais 10 anos!”

Ana Morena

Confiram abaixo, os artistas/bandas selecionados, via Toque no Brasil para participarem da Mostra de Músicas do Até o Tucupi 2015 _ RESPEITE AS MANINHAS!:

Anne Jezini – http://tnb.art.br/rede/anne

Anônimos Alhures – http://tnb.art.br/rede/anonimos-alhures

Denny Vira-lata –http://tnb.art.br/rede/viral

Dona Celeste – http://tnb.art.br/rede/donaceleste

Eutanase – http://tnb.art.br/rede/eutanase

Kely Guimarães – http://tnb.art.br/rede/kelyguimaraes

Luneta Mágica – http://tnb.art.br/rede/lunetamagica

Relatos de Rua (AP) – http://tnb.art.br/rede/relatosderua

O Até o Tucupi 2015 _ RESPEITE AS MANINHAS! acontece em Manaus/AM, de 09 a 20 de setembro e tem apoio do site Toque no Brasil.

Arte tucupi_final

ATÉ O TUCUPI DE MANINHAS!

Arte tucupi_final

Como uma percepção natural e legítima das demandas atuais da sociedade brasileira, o Até o Tucupi 2015 apresenta o tema RESPEITE AS MANINHAS!

Com o intuito de fortalecer a representatividade e valorizar a mulher no cenário cultural amazonense e o do Brasil, destacando a importância do debate da problemática do cotidiano feminino (desvalorização de sua atuação no mercado de trabalho, na política, nos ambientes de debate e gestão para a cultura, da violência contra a mulher), o Até o Tucupi, em sua décima edição, irá destacar em todas as atividades (seja nos palcos ou nas atividades de formação e debates) a presença feminina.

A decisão de valorizar a pauta da mulher na edição de 2015 do festival é resultado da reflexão intensa pelo qual o grupo que o realiza (Coletivo Difusão) mergulhou, e que ao longo dos anos vem destacando a atuação de mulheres em sua gestão e seu inevitável envolvimento e reconhecimento junto à movimentos de mulheres e a pauta do feminismo, principalmente na cidade de Manaus. Num âmbito mais amplo, nós mulheres somos maioria da população brasileira, somos a maioria no ensino médio e ensino superior, somos maioria de eleitores. No entanto isso não se reflete numa representação nos espaços políticos e de poder, nem na equidade de pisos salariais. Pelo contrário, o que se vê são alarmantes dados referentes à violência contra a mulher e um imenso atraso e desqualificação no debate referente à liberdade em relação a seu próprio corpo.

Trazendo a pauta para a perspectiva da arte e cultura, o Até o Tucupi terá em sua programação debates e atividades de formação voltadas para mulheres, além de destacá-las nas apresentações artísticas. E encerrará sua programação com uma mostra de música, no dia 20 de setembro, no Teatro da Instalação, apresentando trabalhos musicais protagonizados por mulheres.

A orgazinação do Até o Tucupi convidou a artista visual Deborah Erê para dar cara à identidade visual deste ano. Erê é de São Paulo, mas há quase um ano reside na cidade de Manaus. É estudante de Artes Visuais da Universidade Federal do Amazonas, mas é na rua que expressa sua militância, através da arte, misturando graffiti e lambe-lambe com poesia. Seu trabalho também se desdobra de forma variada, virando aquarelas, zines e projetos sobre feminismo e empoderamento. Confira o trabalho da artista em seu site (http://cargocollective.com/deborahere) e na fan page Selenitas

Deborah Erê2

O trabalho de Deborah com sereias começou depois de sua vinda para Manaus, quando decidiu retratar as mulheres que via de uma maneira poderosa e representativa, fugindo dos padrões de beleza estabelecidos na nossa sociedade. Ilustrando o Até o Tucupi 2015, buscou representar essas mulheres, que todos os dias vemos por aí. Guerreiras do cotidiano, mulheres fortes, plenas de sabedoria, que carregam gerações em seus ventres.

O Até o Tucupi 2015 _ RESPEITE AS MANINHAS! acontece de 09 a 20 de setembro, em Manaus/AM e é realizado pelo Coletivo Difusão.

INSCRIÇÕES

Inscrições abertas no Até o Tucupi 2015!
Inscrições abertas no Até o Tucupi 2015!

O Até o Tucupi 2015 _ 10ª Edição, baseados em princípios colaborativos, solidários e criativos, abriu inscrições nesta quarta-feira, 22 de julho, para as Edital de Vivências em Produção e Comunicação, Projetos/Ideias e Mostras de Música. Acesse

O Edital de Vivências em Produção e Comunicação objetiva a abertura de espaços de formação para agentes culturais, artistas, estudantes e demais interessados. Se inscreva aqui: http://bit.ly/FormulárioDeInscriçãoVivência

Desde 2013 o Até o Tucupi vem integrando à sua agenda de atividades projetos e/ou ideias/iniciativas propostas por agentes culturais, artistas, produtores de diferentes fazeres e diferentes zonas da cidade, com a intenção de solidificar uma rede articulada que se conecte para além do próprio festival.  Inscreva o seu projeto/ideia/iniciativa aqui: http://bit.ly/FormulárioIdeiasEProjetos

E a já tradicional Mostra de Música do Até o Tucupi, esse ano terá dois momentos: uma no dia 19/09, na Arena do Palacete Provincial e a outra, encerrando o Até o Tucupi, dia 20/09, no Teatro da Intalação. A novidade se dá no fato de que no dia 20, a Mostra no Teatro da Instalação é dedicada à trabalhos musicais capitaneados por mulheres (bandas ou artistas solo). Inscreva-se aqui: http://bit.ly/OportunidadeTNB

O Até o Tucupi 2015, acontece de 09 à 20 de setembro deste ano e é uma realização do Coletivo Difusão e Casa Fora do Eixo Amazônia e integra a Rede Brasil de Festivais Independentes – uma plataforma inteligente de divulgação da música nacional, com mais de 100 festivais espalhados pelo Brasil -, e é um dos sete festivais que integram o Circuito Amazônico de Festivais Independentes, duas iniciativas que estabelecem uma nova proposta para esses eventos, proporcionando ao público amazonense o que de novo vem acontecendo no cenário musical brasileiro.
15279916286_47c559f710_o

Direto de Roraima, Jamrock veio para somar à música da região norte

15279916286_47c559f710_o

A banda roraimense alimentou o segundo dia da Mostra de Música do Até o Tucupi 2014 com muita paz e amor, e claro, com sua musicalidade. Essa mistura da harmonia e positividade do reggae com a atitude do rock, que formam a Jamrock, levou o público manauara a um momento de amor e união, além de apresentar a pegada reggaerock do estado de Roraima. A interação foi extremamente ativa, do início ao fim, o que criou um elo entre a banda e o público, e também com os outros artistas que prestigiaram a Mostra de Música.

Para a JamRock, tocar na capital amazonense é como “dar um salto à diante” e conquistar o público de todo o Norte sempre esteve em seus planos. Segundo os músicos, tocar em um festival independente que vem se consagrando ao longo dos anos, estando na sua 9º edição, é uma oportunidade incrível e que trouxe entusiasmo.

15116254110_7500f9eef5_o

A banda define-se como um “vírus”, que quando infecta uma pessoa, o desejo é que vire uma infecção em massa! Esse vírus Jam tem infectado e atraído público de todo o Brasil durante esses 4 anos de trajetória da banda, resultando em reconhecimento no cenário roraimense, cidade com pequena tradição em bandas de reggae independentes, e principalmente no cenário do Norte do país.

A banda conta com a talentosa Ana Gabriela, vocalista que vem mostrando a potente atuação feminina na cena do reggae, Hugo Pereira no baixo e voz, Hyago Moura na guitarra e voz e também, Roberto Vizotto na bateria. Todos afirmam que “tocar em Manaus, significa um grande passo e é um público novo, especial e muito receptivo”, e apoiam a proposta de trabalhar a arte de forma integrada e democratizada, dando ênfase às bandas do Norte, que têm a oportunidade de mostrar seus trabalhos autorais, de composição e produção musical.

15116410537_e26213c0d1_o

A vocalista Ana Gabriela acrescenta, “a visibilidade que o Até o Tucupi propõe pra gente foi importantíssimo, pois abriu o nosso leque. Conhecer gente nova, trocar ideias e não apenas apresentar o nosso show. A gente têm uma troca muito rica com os músicos e produtores musicais que passam pela Mostra, e isso é realmente válido. Sempre tem essa relação mútua. Então, foi tudo demais! Obrigada, Manaus.”

Para encontrar mais sobre a Jamrock é só acessar a sua página no Toque no Brasil http://on.fb.me/1sC0vAL ou o seu Soundcloud http://bit.ly/1CejLnH. É música boa que vem do Norte!

A gente se esbarra em 2015!

15116938889_8bbc46f612_o

Mistura latina que representou no Até o Tucupi 2014: DUO FINLANDIA!

15116938889_8bbc46f612_o

O projeto, criado pelo argentino Maurício Candussi e o brasileiro Rapha Evangelista, se apresentou na Mostra de Música do Circuito Até o Tucupi 2014 e fez o público vibrar. O Duo tem como proposta um som dançante e fervoroso, centralizando atenção à gêneros musicais pouco conhecidos, como o Saya, Camdombe e os tradicionais Tango e Bossa Nova, mesclando ingredientes tocados ao vivo como o violoncelo, acordeão e teclado junto à sons eletrônicos com coros de vozes, que viajam por ambientes orquestrados.

Fantástica, essa mistura chegou à Europa e América Latina, além de render vários prêmios e destaque na imprensa de 20 países. Dentre eles a seleção, com mais três artistas mundiais, pelo projeto londrino SOFAR MUSIC, a indicação entre os 30 artistas emergentes brasileiros pela OI MUSICA e o prêmio HANGAR como melhor duo instrumental brasileiro de 2011. Após participarem de grandes Festivais como, o “Festival Dubout du Monde”, que neste ano chegou à sua 15ª edição, e o FIGO “Festival Internacional de Goiás”, onde também tiveram uma resposta positiva do público, chegar à Manaus e ver todo mundo delirando ao som da sua performance os deixou extremamente felizes.

15116997060_52d6563e60_o

Esta parceria ímpar, chegou à terras tupiniquins e encantou os Manauaras. Formando uma “dança em massa” na Orla da Ponta Negra, local do palco da Mostra de Música do Circuito de Artes Integradas – Até o Tucupi 2014. Segundo Rapha Evangelista “foi massa o público inteiro bailando. Há muito tempo tínhamos anseio por estar em Manaus, foi lindo! Seria o máximo poder voltar à cidade na próxima edição, seria muito legal” e acrescentam ter sido uma “realização profissional e pessoal”. Para os músicos, conhecer as peculiaridades da cidade, como a cultura e a culinária, fez desse encantamento mútuo.

A apresentação do Duo Finlândia ainda resultou na produção de um material audiovisual a cerca da sua apresentação na capital manauara, mostrando também a interação deles com o público presente. Confere aqui: http://bit.ly/1syPDT0

Para quem perdeu o show, vale a pena conhecer e conferir o trabalho desses artistas incríveis através do site http://finlandiamusica.com.br/ e da fanpage http://on.fb.me/1qkqirj.

A gente se esbarra em 2015!